...Houve um tempo
Um lugar não tão longe daqui mas incógnito.
Onde tudo era fora do normal,
Porém nada de anormal era feito.
Esse era o local de todos os anjos,
De todos os santos,
De todos os atos.

(Eram anjos inocentes
No tempo de grandes decisões)

E não havia neste lugar
Quem não quisesse amar.
Não havia fama,
No peito não existia gana,
Apenas a inocência abria os olhos para a madrugada.

Era o meu tempo,
As páginas dos meus dias,
O abrir dos meus olhos,
O  tempo era a alegria...

Porém existiu um dia de grandes trevas,
Raios e trovões cobriram minhas terras,
Minha gente, meus sonhos
E as decisões de minhas mãos limpas.
Eram tempos tristes,
Um eterno cortar de asas.
(talvez castigo dos deuses, quem irá saber?)
Esse era o tempo dos meus dias
INOCÊNCIA E IMAGINAÇÃO.

Leave a Reply